Mortes de crianças em acidentes cai no Brasil

Em quase uma década e meia o número de mortes de crianças no trânsito vem caindo. Mas, apenas de 2014 para 2015, os índices apresentaram uma redução bem mais significativa, responsável por 16,02% de 42% conquistados nos últimos 15 anos. Apesar da grande diminuição, continua sendo a principal causa de morte acidental entre os ‘baixinhos’.

Números (2015)

Os acidentes de trânsito que mais vitimaram crianças entre zero e 14 anos foram:

34% – acidentes de carro

30% – atropelamentos

10% – moto 

06% – bicicleta 

20% – outros

Estes índices representaram 588 mortes, 42,33% do total de óbitos de crianças e adolescentes registrados no trânsito. Os menores de um ano apresentaram aumento de óbitos, podendo estar relacionado ao não uso ou uso incorreto da cadeirinha, dispositivo de segurança recomendado até um ano de idade. Já, a faixa da garotada entre cinco e nove anos foi a que apresentou a maior redução de mortes. Seguros de Vida e de Acidentes Pessoais podem minimizar a vulnerabilidade das famílias, gerando assistências e proteção financeira.

Os índices foram levantados por Criança Segura, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, dedicada à prevenção de acidentes com crianças e adolescentes de até 14 anos e faz parte da rede internacional Safe Kids Worldwide, fundada em 1987, nos Estados Unidos.