Seguro de vida como um gesto de carinho

Família feliz passeando

 

Por questões culturais e religiosas a morte é tratada de diferentes formas ao redor do mundo. Alguns a lamentam, outros a festejam. Independente de crenças pessoais chega um momento inevitável da vida em que tomamos decisões para quando não estivermos mais aqui.

Quando amadurecemos e criamos nossos próprios laços afetivos não só deixamos de ser responsabilidade dos nossos parentes como eventualmente constituímos família e ganhamos dependentes. Costumamos ter um projeto de vida familiar, fazer planos e investimentos para o futuro de quem amamos. O medo de não conseguir estar aqui para realizar esses projetos é o que normalmente faz as pessoas buscarem um seguro de vida. Mas a motivação para tal deve ir além.

O seguro de vida, além de uma garantia financeira para as pessoas que deixamos quando partimos, é um gesto de cuidado e carinho. Sim, porque garante que quem amamos seja poupado de preocupações que não cabem em um momento de perda. Além disso, através do seguro cuidamos dos nossos entes queridos mesmo não estando mais aqui.

Por mais cuidado e carinho. Até a eternidade.