Seguro residencial cresce no Brasil

Qual a possibilidade da sua residência pegar fogo, ser assaltada ou até mesmo ter problemas com vazamento e infiltrações? Situações como essas são mais frequentes do que se imagina. Dados divulgados pela FenSeg mostram que a porcentagem de domicílios com seguro residencial cresceu no último ano.

 

Nos últimos 12 meses foram comercializadas 9,9 milhões de apólices. E de acordo com as projeções da entidade, o valor de prêmio será 10% maior até o final de 2017. As regiões Sul e Sudeste foram as principais responsáveis pelo crescimento.

Para que serve um seguro residencial?

O seguro residencial tem por finalidade proteger o patrimônio do consumidor. Não somente a estrutura física de uma residência, mas também, garantir tudo o que está dentro do imóvel (televisão, mesa, cadeira, estrutura elétrica, entre outros). O que um seguro residencial irá cobrir depende do que o morador contratou.

Há diversos tipos de coberturas no seguro residencial

Cobertura básica inclui indenização de danos ao imóvel e ao conteúdo dele em casos de incêndio, queda de raio e explosões. As coberturas adicionais de um seguro residencial são mais abrangentes e contemplam proteção contra roubo e furto, danos elétricos, cobertura de vidros, alagamentos, inundações e, também, danos a terceiros dentro de sua casa.

Como é calculado do valor da apólice do seguro residencial?

O seguro residencial é calculado através do valor de reconstrução do imóvel em casos de sinistros, que é declarado pelo próprio contratante e representa aproximadamente 0,4% do valor total. No entanto, é importante ressaltar que não é vantagem mentir para o seguro para receber uma quantia maior do que o real valor de reconstrução do imóvel – a indenização é realizada com base em laudo realizado por técnicos da seguradora.

Prestação de serviços no imóvel

Trata-se de um pacote de assistência 24 horas, que conta com serviços variados para cobrir diversas emergências domésticas, como: eletricista; encanador; chaveiro; e conserto de eletrodomésticos.

Aluguel temporário

De acordo com a apólice contratada, este serviço é ofertado para os moradores que precisem se ausentar da casa para realização de algum reparo. O seguro cobre o valor do aluguel temporariamente.

Indenização

O seguro residencial indeniza o morador por danos à residência com valor até o limite contratado. Assim, o segurado não precisa arcar com custos causados por incêndio ou roubo de bens, por exemplo.

Mesmo em franco crescimento, atualmente menos de 15% das residências brasileiras têm seguro, segundo levantamento da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg). Este número tem crescido ano a ano, mas o percentual ainda é baixo. Portanto, cuide já da proteção do seu patrimônio e diante de algum imprevisto, não fique com a “chave na mão”.

Conheça já as opções de seguros residenciais que a Assegurou tem para você.